12 de mar de 2017

Influenza Equina


Resultado de imagem para influenza equina

A Influenza Equina, conhecida também como Gripe Equina, acomete os equídeos em geral e é altamente contagiosa. A enfermidade é causada por vírus do gênero Influenzavírus, o vírus da influenza equina pertence à família dos ortomixovírus. Existem 2 subtipos, influenza A/Equi-1 e influenza A/Equi-2, que são classificados de acordo com as características antigênicas das glicoproteínas de superfície, a hemaglutinina (HA) e a neuraminidase (NA). Os vírus A/Equi-1 possuem uma H7HA e uma N7NA e os vírus A/Equi-2, uma H3HA e uma N8NA.
Como possuem a capacidade de mutação gênica é reduzido o grau e o período de proteção conferida por infecção anterior ou pela vacinação.

É uma doença de início repentino com curto período de incubação de 1-3 dias. Os equinos permanecem infectantes por 3-6 dias após os últimos sinais da doença.

A taxa de mortalidade da doença é baixa em animais adultos (menos de 1%), sendo a maioria das mortes associada a infecções bacterianas secundarias, porem em potros, que ainda não possuem anticorpos maternos, pode levar a morte em 48h.
Porém pode afetar o treinamento e rendimento dos animais.

A doença pode ser transmitida por contato direto e também por contato indireto, como pelo ar, fômites, ambientes e alimentos contaminados. É comum se manifestar em locais com grande aglomerados de animais, como exposições, competições, etc.

Ocorre no mundo todo, exceto na Austrália e na Nova Zelândia, onde ainda não foram registrados casos de influenza equina. Trata-se de doença endêmica na América do Norte, Europa e América do Sul.
Resultado de imagem para influenza equina




Sinais Clínicos


Inicialmente ocorre  febre (de 38,5°C a 41 °C) e posteriormente a instalação da mesma prolongando-se por 7-10 dias, tosse seca e contínua que pode se estender por 2-3 semanas. Secreção nasal, depressão, dor muscular, anorexia, arritmias cardíacas secundárias a miocardite viral e relutância ao movimento são frequentemente observados após o período inicial da doença.
Podendo haver complicações por infecções secundárias.
Resultado de imagem para influenza equina

Diagnóstico

Pode ser feito com o uso dos sinais clínicos juntamente com exames laboratoriais, pois pode ser confundida com outras enfermidades respiratórias virais.


Tratamento

O tratamento é sintomático e de apoio. Deve-se evitar estresse por parte do animal e total repouso.
Indivíduos inapetentes podem precisar de estímulo para comer. Recomenda-se oferecer uma variedade de alimento palatável e de boa qualidade para garantir o consumo adequado de nutrientes.
É recomendado também o uso de medicamentos para febre e antibióticos em caso de infecções secundárias.

Profilaxia
Resultado de imagem para vacina influenza equina
Vacina Fluvac

  • Vacinação:

-As vacinas são administradas via intramuscular e são inativas;
-Possuem os antígenos de ambos os tipos de vírus e a imunidade dura por 12 meses;
-Recomenda-se a primovacinação com 2 doses com um intervalo de 4-6 semanas seguida por uma dose de reforço 6 meses mais tarde;
-É ideal que os equinos sejam monitorados através de exames sorológicos para garantir que responderam bem à vacinação e que os títulos de anticorpos estão em níveis capazes de conferir proteção;
-Equinos jovens devem ser vacinados a cada 6 meses e se participarem de exposições e competições regularmente, recomenda-se a vacinação em intervalos de 3 a 4 meses, para garantir um ótimo nível de proteção;
-Em potros, a vacinação deve ser iniciada aos 04 meses ;
-Recomenda-se a aplicação pelos menos 7-10 dias antes de eventos e provas;
-Éguas prenhes podem ser estrategicamente vacinadas no final da gestação.

  • Fornecimento adequado de colostro para os potros recém nascido;
  • Isolamento de possíveis infectados;
  • Quarentena em animais recém chegados;
  • Desinfecção de ambientes contaminados;
  • Se possível, evitar aglomerações de animais



Fontes: AgroLink, Saúde Animal e Clínica do Rancho.
Imagens obtidas da Internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente!Seu comentário é muito importante para nós!
Comentários sobre,críticas,e pedidos são feitos na página de Contato,ou então,nos mande um e-mail: guiaanimal-contato@hotmail.com
Obrigada!

 

Criação gráfica
e sistema por:
Malu Favero
| Proibida a cópia
| Bem Vindos